Primos: amigos especiais que marcam nossa vida para sempre

Primos: amigos especiais que marcam nossa vida para sempre

Ter primos e passar a infância com eles é simplesmente maravilhoso. As travessuras têm mais sabor, e a cumplicidade com eles vai aumentando à medida que passam os anos. São como irmãos, e também são grandes amigos que a família nos deu.
Quando vejo meus filhos brincando com seus primos, e sendo mimados por seus primos maiores, não posso deixar de me alegrar com esse carinho, pois não o vivi, e me faz muito bem ver que meus filhos podem gozar o prazer de crescer junto a seus primos.
Não tive a alegria de crescer com meus primos. Os que tenho vivem muito longe e quase nunca os vejo. Em minha infância, eram como desconhecidos, e além disso eram meninos, algo que nunca me permitiu afiançar totalmente a relação, pois não tínhamos muito em comum.
Por isso, quando vejo o amor de meus filhos com seus quatro primos e primas, me desarmo de ternura, pois é maravilhoso forjar este laço desde a infância.

Os primos, os primeiros amigos

Certamente, você se lembra de momentos vividos com seus primos desde a mais tenra infância. É que eles começam a ser nossos amigos desde que somos muito pequenos, e é graças ao amor familiar que essa relação avança e se perpetua no tempo.
Os primos são os primeiros amigos com quem aprendemos a compartilhar, a brincar, a honrar a família, inclusive, aprendemos o valor da reconciliação depois das brigas.
A vida pode nos afastar depois de um tempo, mas essas memórias ficam marcadas a fogo em nossos corações. Por isso, é sempre importante reviver essas memórias com eles, nas reuniões e nos encontros.

Uma cumplicidade sem limite de idade

Mesmo que os primos tenham poucos ou muitos anos de diferença, a cumplicidade estará sempre na ordem do dia. Com eles, aprendemos a ser fortes, a não ter medo, a subir e saltar, e a conhecer o valor da fraternidade e da amizade.
Eles vão fazer parte das primeiras recordações da infância, e é por isso que é tão importante alimentar essa relação e honrá-la, pois, se trata de uma amizade leal e de sangue, que tem um vínculo muito forte baseado no amor dos irmãos, dos pais ou das mães.

Eles são proteção e companhia

Conviver com os primos, muitas vezes, é uma tranquilidade para os pais. Os primos se cuidam como irmãos, se protegem e se vigiam. Quando os filhos compartilham momentos na infância ou adolescência com seus primos, os pais se sentem mais seguros pois entre eles existe esse laço íntimo que os compromete à responsabilidade de cuidar-se respectivamente.
Com os primos maiores, as crianças sentem-se cuidadas e protegidas. E quando é o contrário, é maravilhoso ver como tentam resguardar as crianças menores da família.

O Natal e as festas familiares com os primos são lembranças que ficam marcadas a fogo; pois, depois, quando passarem os anos, haverá muitas histórias para contar a seus filhos na mesa familiar. Ter um bando de primos é simplesmente fantástico, tanto para as crianças como para seus pais.

Promover o vínculo

Os meus filhos adoram os primos e primas. Com os pequenos, passam horas de jogos e aventuras; passar o tempo com eles é motivo de diversão e loucas ocorrências. Junto com suas primas, que já são adolescentes, passam momentos cálidos conversando, pintando ou jogando. Têm primos para escolher, de todos os gostos, e são muito afortunados por isso.
Meu marido e seu irmão organizam, a cada ano, “o dia dos primos”, em que reunimos a família, e todos se esforçam para não faltar. É bonito presenciar esse encontro, pois, embora passem os anos e todos sejam adultos, o carinho prevalece e é como se o tempo jamais tivesse passado. As anedotas começam a surgir, bem como as risadas, ao lembrarem das aventuras da infância.

Promover o vínculo com os primos é tarefa dos pais. Somos nós que devemos alimentar esse amor de maneira sincera e respeitosa. Promovendo encontros, falando bem deles sempre, não fazendo diferenças entre um ou outro, e ajudando para que o carinho fraternal cresça dia a dia.

Algumas dessas ações para promover o vínculo familiar, são:

  • Propor mais encontros familiares
  • Intervenção em brigas e defender a reconciliação
  • Manter sempre um contato agradável
  • Agendar férias em família
  • Nunca falar mal dos primos
  • Uma verdadeira tribo familiar
  • Quando há muitas crianças em uma família, de repente você vai encontrar muitos deles correndo pela casa no aniversário da vovó, ou rindo e gritando no jantar de Ano Novo.

Inclusive para aqueles casais que têm só um filho, os primos vêm representar um irmão de sangue, e isso é sumamente positivo. Os primos compõem uma verdadeira tribo familiar, onde deveria haver apoio mútuo e solidariedade, para que essas crianças cresçam emulando o comportamento dos adultos, e essa relação fraternal nunca se quebre.

O vínculo com os primos é para sempre. Eles são nossas raízes e nossa história na árvore da vida. Obrigado, primos, pelos maravilhosos momentos vividos!

Fonte: Familia.com.br

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.